PÁGINA INICIAL
+ 51 3655 9085
VALE VERDE
Sexta-feira, 24/05/2024
NOTÍCIAS
20.05.2023
Proposta de Vale Verde sobre as Pics é aprovada na 9ª Conferência Estadual de Saúde e irá ser discutida em Brasília
Desde a segunda até esta quarta-feira, 17, foi realizada a 9ª Conferência Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul com o tema “Garantir direitos e defender o SUS, a vida e a democracia – amanhã vai ser outro dia”, no Auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre, com a presença de quatro representantes de Vale Verde. O destaque, contudo, foi a escolha de uma proposta proveniente da 6ª conferência municipal que trata sobre a “implementação e ampliação, com garantia de financiamento, das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) na Rede de Atenção à Saúde”. Estiveram na capital durante os dias 15, 16 e 17 os delegados Andréa Balbueno, Guilherme Ubatuba, Rosana Florentino e Taitiane Teixeira.
O encontro, realizado de quatro em quatro anos, tem como um dos seus objetivos avaliar a situação de saúde, elaborar propostas e definir as diretrizes que devem ser incorporadas na elaboração do Plano Plurianual de Saúde e do Plano Estadual de Saúde (PES). Na edição deste ano, foram 450 municípios com representantes (maior número da história), sendo 2.200 delegados, mais de 5 mil proposições enviadas com 226 selecionadas e postas à discussão nos 70 grupos de trabalho com aprovação de 220 delas.
Além de diversas palestras, na quarta-feira, 17, ocorreu a plenária final com a votação das 220 propostas aprovadas para elaboração de um documento com as 20 prioritárias para discussão na conferência nacional durante o mês de julho, em Brasília. O destaque que trouxe grande alegria para Vale Verde e os delegados Andréa Balbueno, Guilherme Ubatuba, Rosana Florentino e Taitiane Teixeira foi que uma das propostas finais dentre mais de 5 mil, a de número 1.027, é exatamente uma das ideias que saiu da 6ª conferência da saúde do município, inclusive sendo a 6ª mais votada.
Ela trata sobre a “implementação e ampliação, com garantia de financiamento, das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) na Rede de Atenção à Saúde, e o uso racional de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos”. As Pics auxiliam mensalmente mais de 400 pessoas no município no tratamento de doenças, o que contribui para a diminuição significativa de pacientes que consultam com frequência reclamando de dores crônicas no Posto de Saúde, bem como a diminuição considerável de aplicações injetáveis para dor. As práticas são financiadas por emenda parlamentar do deputado Giovani Cherini e do Executivo. Outras duas propostas de interesse do município e votadas na etapa anterior também foram aprovadas, a 2.016 sobre educação permanente e humanização nos atendimentos em saúde e a 4.027 que trata da ampliação e fortalecimento da saúde mental em todos os níveis.
Jornalista:Guilherme Ubatuba Teixeira