PÁGINA INICIAL
+ 51 3655 9085
VALE VERDE
Sexta-feira, 12/08/2022
NOTÍCIAS
03.08.2020
Administração repassa pastas e jaquetas às agentes de saúde
Médico Vinícius Ribeiro também explicou quais os procedimentos corretos para realização de testes da Covid-19
Guilherme Ubatuba Teixeira
As oito agentes de saúde de Vale Verde receberam da Administração novas pastas e jaquetas-colete na tarde desta segunda-feira, 3, em uma reunião na Secretaria de Saúde. Além da entrega, o médico da Unidade Básica de Saúde (UBS), Vinícius Ribeiro, também tirou dúvidas quanto aos procedimentos corretos para a realização de testes da Covid-19 e o seu tratamento, atendimentos na UBS, marcação de exames etc.
De acordo com o médico Vinícius Ribeiro, é aconselhado pelo Ministério da Saúde esperar no mínimo 10 dias do contato com uma pessoa infectada pela Covid-19 para fazer o teste e 14 dias se o paciente estiver com sintomas sem ter tido contato imediato. “Temos de realizar o teste no momento exato. Pois, caso façamos antes, pode dar negativo e a pessoa estar positivo”, explicou.
Conforme o prefeito Carlos Gustavo Schuch, “se testar todo mundo funcionasse e apresentasse um diagnóstico completo da doença no município, nós iriamos comprar e fazer em todos os valeverdenses. Mas como o médico Vinicius Ribeiro explicou, não adianta fazermos hoje se a pessoa pode contrair o vírus amanhã", destacou. Ademais, o prefeito informou que foram encomendados 400 testes que serão feitos nos trabalhadores do comércio, agentes de saúde, secretarias municipais etc.
O médico da UBS também salientou que se a pessoa recebe atestado é para ficar em isolamento, assim como a sua família, até porque ela assina um termo de responsabilidade. Caso haja alteração no quadro sintomático ou a pessoa queira marcar um exame, ela pode ligar para a UBS. Ele também pontuou que é tratado o sintoma da doença, como febre, dor de garganta etc,. pois ainda não dá para tratar com eficácia a Covid-19. "Temos de nos conscientizar, pois a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital São Sebastião Mártir (HSSM), que é a nossa referência, está lotada", frisou o médico Vinícius Ribeiro.
Jornalista:Guilherme Ubatuba Teixeira